Objetivo desse blog



O objetivo desse blog é compartilhar com vocês aquilo que tenho ganhado na comunhão com os santos e ao ler a palavra do Senhor!


"Achadas as tuas palavras, logo as comi; as tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração, pois pelo teu nome sou chamado, ó SENHOR, Deus dos Exércitos." Jeremias 15.16


quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Aviva a Tua obra Senhor! Salmo 80:14



Isaías  48:17 Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar.
Habacuque  3:12 com indignação marchas pela terra, com ira trilhas as nações.
Salmos  80:14 Ó Deus dos exércitos, volta-te, nós te rogamos; atende do céu, e vê, e visita esta videira,  80:18 E não nos afastaremos de ti; vivifica-nos, e nós invocaremos o teu nome.
Aviva a tua obra, ó Senhor.  O Senhor nos deu graça e fidelidade. Tudo o que recebemos vem Dele. Não há glória em nós. Vivemos dias desafiadores, imensos, no abiente econômico, político, mas em especial, no que diz respeito à igreja. A igreja precisa de uma vistação divina. Examinemos esse quadro atual a partir de Neemias, que corresponde em época a Malaquias.
Hoje o despertamento espiritual envolve muitos movimentos externos, estratégias e condutas humanas para fazer uma obra, muitas vezes humanas. Neemias traz marcas e evidências muito definidas do que é um despertamento espiritual. Vamos aprofundar nesse livro, para experimentarmos o que vem de Deus. Vamos orar para experimentarmos no nosso país esse despertar. Ele depende do mover soberano de Deus. Isso compete exclusivamente ao Senhor. Nós precisamos pedir, buscar e bater, como diz Lucas. Ele diz que o Pai dará o Espírito Santo aos que pedirem. Em Lucas, diferentemente de Mateus, a ênfase está no Espírito Santo.  Ele mostra a descida do Espírito no batismo, que o Espírito estava sobre Ele. Lucas mostra o Senhor como cheio do Espírito Santo.
Somos a geração que vive uma hora de grande responsabilidade e privilégio. Que vivamos avivados, uma igreja gloriosa diante de Deus.
Assim não nos apartaremos de Deus. Salmo 80. V 14 diz que Ele nos visita. E isso reaviva, vivifica para a obra. Salmos  80:14 Ó Deus dos exércitos, volta-te, nós te rogamos; atende do céu, e vê, e visita esta videira,
Qual a obra de Deus?
Que creiais. João  6:29 Jesus lhes respondeu: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou.
O Filho está no seio do Pai e nós no seio do filho, como João que reclinou sua cabeça no peito de Jesus. Essa é a união do homem  com Cristo, da noiva com o noivo, conforme Apocalipse.  Cristo se formando em nós, através das dores de parto.
O que queremos hoje,  na eminência da volta do Senhor? Solução de problemas? Irmãos,  que desejemos o despertamento espiritual, sem incredulidade. Despertamento são visitações do Senhor, para restaurar da degradação. Por que somos incrédulos quanto à isso, se eu e você estamos aqui por causa do despertar de Deus?
Você é convicto em Deus. Mas é você contrito em Deus?
Isaías  64:1 Oh! se fendesses os céus, e descesses, e os montes tremessem à tua presença,  64:2 como quando o fogo pega em acendalhas, e o fogo faz ferver a água, para fazeres notório o teu nome aos teus adversários, de sorte que à tua presença tremam as nações!  64:4 Porque desde a antigüidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti, que opera a favor daquele que por ele espera.
Esse era o clamor de Isaías. Um fervor!
Pedro, quando foi  em Cornélio, foi interrompido pelo Espírito e Ele introduz na casa de Cornélio a dispensação de Deus, por uma questão peculiar. Não que busquemos o que ocorreu em Pentecoste. Ali foi uma situação particular, porém, houve um derramar. Em Pentecoste houve um derramar, logo após o Calvário, pois tão importante quanto o derramar de Cristo na cruz, foi o derramar do Espírito mais tarde sobre seus filhos,  como consequência do Calvário.
Voltando ao Salmo 80, o salmista pede para que o Senhor olhe para a vinha, volte seu rosto, para que não nos apartemos de Deus e pede: vivifica-nos. Veja: restaura, vivifica e aviva somente nos versos 14 e 18. Isso é uma visitação divina e vivificadora. Mas o que o Senhor faz para experimentarmos isso? Ele nós dá a visão das glórias de Cristo. Perceba como o salmista ora: mostra o teu explendor.
Salmos  80:19 Reabilita-nos, Senhor Deus dos exércitos; faze resplandecer o teu rosto, para que sejamos salvos.  81:1 Cantai alegremente a Deus, nossa fortaleza; erguei alegres vozes ao Deus de Jacó.
Após os 70 anos do cativeiro da Babilônia,  o Senhor visitou o seu povo e o avivou , pois eles haviam sido curados da idolatria, na terra na idolatria.
Jeremías  29:10 Porque assim diz o Senhor: Certamente que passados setenta anos em Babilônia, eu vos visitarei, e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando a trazer-vos a este lugar.  29:11 Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.  29:12 Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei.  29:13 Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração.  29:14 E serei achado de vós, diz o Senhor, e farei voltar os vossos cativos, e congregarvos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o Senhor; e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.
Mais tarde, no reino de Ciro, vemos outro avivamento, através de um despertar  de Deus. É Deus quem desperta. E Ele despertou Ciro primeiramente.
Esdras  1:1 No primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia, para que se cumprisse a palavra do Senhor proferida pela boca de Jeremias, despertou o Senhor o espírito de Ciro, rei da Pérsia, de modo que ele fez proclamar por todo o seu reino, de viva voz e também por escrito, este decreto:  1:2 Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O Senhor Deus do céu me deu todos os reinos da terra, e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém, que é em Judá.
Esdras  3:3 Colocaram o altar sobre a sua base (pois o terror estava sobre eles por causa dos povos das terras e ofereceram sobre ele holocaustos ao Senhor, holocaustos pela manhã e à tarde.  3:4 E celebraram a festa dos tabernáculos como está escrito, e ofereceram holocaustos diários segundo o número ordenado para cada dia,  3:5 e em seguida o holocausto contínuo, e os das luas novas e de todas as festas fixas do Senhor, como também os de qualquer que fazia oferta voluntária ao Senhor.
Nessa restauração, o povo reconstruiu o altar, ainda que sob o terror dos povos de outras terras, pois entenderam que não precisavam temer os outros povos se o altar fosse refeito. Não refizeram serviços, sacrifícios, muros de proteção contra inimigos e feras. Primeiro restauraram o altar sobre suas bases. Alicerces lançados, uma prova do avivamento genuíno. A primeira preocupação: os alicerces. Não confunda alicerce com teologia sistemática, nomes complexos, sistemáticamas sim devoção e atenção para Ele mesmo. Permaneça Nele! De que adianta estudar escatologia se não há um maranata no seu coração? Se você só conhece e não ama, não há um maranata em seu coração. Tenha um coração com Jesus em seu centro.
Pedro, no pentecostes, pregou todos aqueles ítens e 2000 almas se converteram com contrição. Que nós tenhamos o coração contrito, para que ele se derrame sobre nós  e quando voltar, nos ache despertos!
Deus é quem desperta, como despertou os cabeças de Israel,  como despertou Ciro, como despertou o povo dentro da Babilônia e os fez voltar. Por que voltaram? Pelo nome de Deus, pela vontade de Deus, pela Glória de Deus! Pela restauração de tudo isso em Jerusalém.  A mão de Deus os conduziu e eles voltaram para reerguer primeiramente o altar, somente muito depois, o muro!
Esdras  3:8 Ora, no segundo ano da sua vinda à casa de Deus em Jerusalém, no segundo mês, Zorobabel, filho de Sealtiel, e Jesuá, filho de Jozadaque, e os outros seus irmãos, os sacerdotes e os levitas, e todos os que vieram do cativeiro para Jerusalém, deram início à obra e constituíram os levitas da idade de vinte anos para cima, para superintenderem a obra da casa do Senhor.  3:9 Então se levantaram Jesuá com seus filhos e seus irmãos, Cadmiel e seus filhos, os filhos de Judá, como um só homem, para superintenderem os que faziam a obra na casa de Deus; como também os filhos de Henadade, com seus filhos e seus irmãos, os levitas.
Então,  levantou-se o inimigo e intimidou o povo de Deus. A obra parou por quinze anos, o que vemos no capítulo 4 de Esdras.
Deus levanta Ageu, o velho e o jovem Zacarias.
Ageu chama atenção ao fato de que suas casa eram bem construídas, mas a casa de Deus  destruída. Por isso Deus retinha o cereal, o vinho e o azeite. Quando o povo de Deus deixou de se envolver com a casa de Deus, o Senhor fechou os céus, tirando esses elementos: o vigor do trigo, a alegria do vinho  e o brilho do azeite ao rosto. Perderam alegria espiritual, vigor espiritual e brilho espiritual.
Esdras 5 fala de Ageu e Zacarias, levantados com a carta ainda em vigor, contrariando o decreto real, mas baseados na palavra de Deus.  E Deus move para que a obra possa continuar.
Entre os capítulo 6 e 7 de Esdras vem Ester. Nesse tempo, Confúncio e Buda nasceram e ensinaram. Mas a pequena Ester na Pérsia contribuiu para o avivamento do povo. No capítulo 10, Esdras dispôs em seu coração para buscar a lei do Senhor, cumprí-la e ensiná-la em Israel.  Esdras  7:27 Bendito seja o Senhor Deus de nossos pais, que pôs no coração do rei este desejo de ornar a casa do Senhor, que está em Jerusalém;
-Esdras fortalece o serviço
-Recupera a palavra de Deus. Ne 8
-Purifica o povo para Deus, por duas vezes, descritas em Neemias. E por quê? Por causa de  relacionamentos mistos, por causa da vinda do messias, para que Jesus não descendesse de um povo misto.
Esdras  9:2 pois tomaram das suas filhas para si e para seus filhos; de maneira que a raça santa se tem misturado com os povos de outras terras; e até os oficiais e magistrados foram os primeiros nesta transgressão.  9:3 Ouvindo eu isto, rasguei a minha túnica e o meu manto, e arranquei os cabelos da minha cabeça e da minha barba, e me sentei atônito.
Então Neemias pode reedificar os muros. Ele secretamente foi observar à noite, em secreto, não em comitiva com estandarte. Os olhos dele foram abertos, para que ele visse o estrago. Os inimigos achavam que os fracos judeus não conseguiriam reerguer Jerusalém e seus muros. Em alguns pontos, nem o animal de Neemias passava, tamanha destruição.  No capítulo 2, ele reafirma seu encargo.
O Senhor revelou para ele e ele pode depois revelar para os demais. O Senhor revelou para Abraão o que faria com Sodoma, para Abraão, separado em sua tenda. Pedro diz que Ló era  justo e aflito em Sodoma, mas era misturado. Então o Senhor foi ter comunhão com Abraão,  junto com mais dois anjos. Os  anjos partiram para fazer o que tinham para fazer, retirando  Ló com esforço, porque Ló era corrompido. Muro é separação. Você é separado para que Deus possa mostrar o que quer para você? Precisamos de muros de separação com o mundo, para experimentarmos a verdadeira unidade do Espírito,  no vínculo da paz.
Essa mistura do mundo, da psicologia, da auto ajuda,  deixa de lado a palavra de Deus e o Espírito de Deus. Vamos colocar muros e buscar a palavra, para sermos separados para Deus. Deus precisa de Esdras! Renovando nosso melhor amor, não o romântico, de quando iniciamos, mas um melhor! Assim, seremos renovados, numa vida corporativa, conforme 1Co12. Não se acomode com sua familia. O povo de Deus é coletivo. Somos para Ele e uns para os outros. Busquemos a palavra,  para que Deus nos dê visão e partilhemos uns com os outros o que Deus nos tem dado gratuitamente.
76
SEU AMOR (I-156; C-129)
1 Do meu Senhor, o amor fiel
É mais que o mundo pode dar:
Mais alto que os mais altos céus,
E mais profundo que o mar.
Antigo amor,
Superior,
Pois antes da criação de Deus
Amou-me - glória ao nome Seu!
2 O alto trono era Seu,
Dos anjos, tinha adoração;
Mas tudo, por amor, deixou,
Descendo aqui em servidão.
Me procurou -
Sacrificou
A alta posição do céu;
Buscou-me - glória ao nome Seu!
3 Sozinho a senda percorreu,
Sofreu do homem rejeição;
E conhecido só por Deus,
De angústia, encheu Seu coração.
Não hesitou
Nem recuou,
Mas indo aonde estava eu,
Achou-me - glória ao nome Seu!
4 Rompendo o dia de temor,
Mui só, mas com intrepidez,
Cruéis escárnios suportou;
Deus O abandonou e O fez
Pecado, sim,
Na cruz por mim;
E em vergonha e dor morreu.
Salvou-me - glória ao nome Seu!
5 Enquanto aqui viver, direi
Das maravilhas desse amor.
Por fim com Ele estarei
Provando a graça superior.
Oh! que prazer
Seu rosto ver!
Prostrado, renderei, fiel,
Louvores - glória ao nome Seu!
Português

Nenhum comentário:

Postar um comentário