Objetivo desse blog



O objetivo desse blog é compartilhar com vocês aquilo que tenho ganhado na comunhão com os santos e ao ler a palavra do Senhor!


"Achadas as tuas palavras, logo as comi; as tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração, pois pelo teu nome sou chamado, ó SENHOR, Deus dos Exércitos." Jeremias 15.16


domingo, 6 de abril de 2014

Vida saudável. Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor. Mensagem 3: Transformados pela graça.


Jacó, de suplantador a príncipe de Deus. Gn 27.

Suplantador: aquele que faz alguém perder um favor, um emprego, uma posição, tomando-lhe o lugar.

A fé vem pelo ouvir. Ao ouvir vem um despertar que diz em você: eu creio. Não é uma esperança, é um crer,  que é disparado pela palavra.
Abraão creu, porque ouviu várias vezes e a palavra disparou algo no seu interior! No final, o Senhor lhe deu. Quando o Senhor lhe pediu Isaque, ele creu e deu, porque sabia que Isaque era a promessa de uma grande nação.
Somos novos na fé e as vezes temos muitas dúvidas. Viva segundo o que a fé já implantou em você. Vá um dia de cada vez. Creia de experiência, em experiência,  de falar em falar. Um dia vocês serão pais da fé.
Isaque herdou tudo, até a esposa. Ele meditava. Vá meditar no campo e o Senhor lhe trará todas as coisas. Não se preocupem, busquem ao Senhor.
E Jacó? O avô herdou, o pai também. Abraão foi chamado e teve vida árdua, de abrir o caminho. Isaque teve algumas dificuldades, mas desfrutou tudo. Quando chegou a vez de Jacó, foi um problema!
Tem uma frase que ilustra bem a história dessas três gerações: Pai rico, filho nobre e neto pobre.
Isso poderia ter ocorrido com Jacó. Mas ele lutou. Na verdade, era para Esaú ter recebido tudo, simplesmente por nascimento, mas ele não parecia se importar com essa questão. Desde o ventre ambos lutavam. Jacó, do ventre, pegou no pé de Esaú. Isaque, com 40 anos, teve dois filhos que lutavam no ventre de Rebeca. Ela era estéril, não tinha filhos e o Senhor lhe deu dois povos no ventre, e disse para ela que o mais velho serviria ao mais novo.
O Senhor sabia como seriam.
Não adiantava fazer nada. Jacó tinha o coração de buscar a primogenitura. Jacó é um espelho nosso. No fim, a primogenitura foi para ele. Esaú nem ligava para primogenitura. Ele era caçador. Para o seu trabalho era um homem ativo, um caçador, mas para as coisas de Deus ele era pacato. Em contrapartida, Jacó era um pacato pastor,  mas para as coisas de Deus era esperto, caçador. Ele caçou sua primogenitura. Até a sopa ele vendeu para o irmão com fome! Não deixou passar nenhuma oportunidade! Ele podia não ser naturalmente intrépito, mas a questão não é quem corre ou quer, mas Deus usar misericórdia e você ter um coração. Queira e busque. Peça: trabalhe em mim, cria em mim tal coração, Senhor!
Ele vendeu a lentilha. Esaú não cria ser o primogênito, pois achou que iria morrer senão comesse. Um prato de lentilha serve para mostrar o desprezo dele pela primogenitura. Será que ele não tinha mãe ou  servas que lhe fizessem um miojo?
Jacó era um bom negociante. Comprou sua primogenitura com um prato de lentilha. Sua mãe lhe ajudou enganar seu marido, que tinha uma visão natural da herança. Só a mãe ouviu o que Deus falou: o mais velho servirá ao mais novo. Para Isaque era um pensamento lógico, Esaú era mais velho e herdaria. Pediu ao mais velho para fazer uma comida gostosa e disse que depois de comer lhe daria a benção.
Rebeca ouviu e criou uma situação. Camuflou Jacó, fez a comida e Isaque caiu. Parece conto! Mas era o que Deus tinha previsto.
A primogenitura era física, mas isso era uma sombra da nossa herança hoje. Deus quer nos dar tudo isso no Espírito. Temos que ter a mesma ganancia de Rebeca e Jacó. O fato deles serem trapaceiros não se aplica a nós, bem como o de mentir, enganar, falsificar. Mas o coração de amar as coisas do Senhor de tal maneira, que passa a perna no velho homem, em Adão, no homem carnal, na alma, isso Deus aprova! Não a ação em si, mas a motivação e a ação de querer. Saia do comodismo para obter a sua herança com Deus!
Podemos ter muito desfrute do Senhor, mas não quer dizer que temos maturidade. Crescimento é questão de tempo e de continuar desfrutando. Aproveite as riquezas de Deus!
Isso é questão de atitude. Esaú vivia no comodismo. Rebeca ouviu e creu. Isaque não. Ela ouviu, creu e agiu segundo o que ouviu e creu.
Tenha um coração correto. Hoje cremos e desfrutamos.  O que era  impossível para nós, por sermos nascidos do pecado, tornou-se possível pelo sangue de Cristo, quando cremos no Senhor. Ele nos perdoou, nos deu vida. Estávamos mortos, mas Ele nos ressuscitou. Jacó não nasceu primogênito, mas tornou-se. Você se considera um vencedor? Você acha que tem chance? Você não vê que aos olhos naturais é impossível? É uma questão de crer e querer. O Senhor pode lhe fazer herdar o caminho.
Nossa salvação é a graça. Eu fui salvo pela graça e ela me salvou. É sem merecimento. Ele nos deu e nós recebemos. Naturalmente somos um Jacó sem merecimento. O barro depende de onde ele está. Se está na roda do oleiro, Deus está trabalhando.  Se está fora da roda, é só barro. Não importa se esse trabalho dói.
Quanto mais Jacó lutava, mais encrenca arranjava. O comportamento dele era ditado por uma visão interior. Por que você reúne com a igreja? Por alguém pegar no seu pé ou pelo fato de seus amigos estarem nas reuniões? Para bater cartão? Qual a sua atitude? É uma questão interior.
Mas tudo tem uma consequência. Não é porque você creu, que seus problemas acabaram. O único problema que acabou para sempre é a morte eterna! Fora isso, para a sua alma, todos começaram, pois Ele quer tirar o primeiro, o natural e estabelecer o segundo.
Jacó foi jurado de morte. Rebeca interferiu e o mandou para Labão. Sozinho, longe da mamãe, sem travesseiro, ele teve a primeira experiência com Deus. Deus lhe apareceu. Por que Jacó lutou tanto, a vida toda? Para ter uma pedra por travesseiro e azeite? Imaginem o que Jacó pensou: "Minha vida desandou, tenho medo". Isso levou Jacó a ter a primeira experiência de fato com o Senhor. Ele não tinha o que fazer, nem em quem se apegar. O que sobrou? Deus. É nessas horas que temos experiências íntimas, profundas e marcantes. Após 20 anos, depois de fugir de Labão, ele voltou para Betel. Essa é uma experiência marcante. Ele parecia só, mas Deus estava ali. Isso deu-lhe apreço. Sem tenda, só, sem mãe, num deserto. O Senhor estava ali. Você pode não ver, mas Ele está! E Jacó se rendeu. Isso não quer dizer que sua força natural foi embora. Isso veio com muitas outras experiências, mais tarde. Mas ali, Deus se apresentou a ele como o Deus de Jacó, assim como se apresentará a você como seu Deus. Não como o Deus de seus pais, mas como seu Deus. Temos muito a que nos apegar, mãe, casa, esperteza... Mas quando tivermos nossa experiência com o Senho, Ele será o nosso Deus.
Jacó só tinha uma pedra e viu que essa pedra de descanso precisava ser uma coluna para casa de Deus. O que sobrou ainda era para a casa de Deus. Por fim, na visão de Betel, ele abriu mão do que receberia no futuro, dando uma parte do que ele receberia para Deus, como dízimo.
E nós?
Sua experiência, é sua? Você está avançando? O seu problema é uma benção?
Até pela esposa ele teve que trabalhar 14 anos. Ele teve o salário mudado 10 vezes, 12 filhos que fizeram fugir de uma cidade, um filho vendido. E toda essa experiência foi depois dele conhecer ao Senhor, em Betel, mas por causa dessas situações, ele passou de Jacó para Israel, príncipe de Deus
Esse é o caminho, não tem atalho!
Hb 10:9 diz: remove o primeiro, para estabelecer ao segundo. Tudo que entrou em nós pela queda, Deus quer tirar. Essa mudança é lenta, dolorida, mas Deus quer trabalhar. Rm5:17 diz que a vida divina vai reinar em nós. Ela cumprirá essa obra. Descance. Não olhe para si. Decepicionou-se com você, renda-se, para que ele trabalhe em você. A coroa  da justiça é para os que aguardam a volta do Senho. Você não se aguenta mais, perdeu a esperança em você e viu que não tem jeito?

Rm 5:17
Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo. (RA)
Qual a diferença de Jacó para José. Mais tarde as bênçãos dele excederam as de Jacó, mostrando queva herança aumentou!

Gn49:26
26 As bênçãos de teu pai excederão as bênçãos de meus pais até ao cimo dos montes eternos; estejam elas sobre a cabeça de José e sobre o alto da cabeça do que foi distinguido entre seus irmãos. (RA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário