Objetivo desse blog



O objetivo desse blog é compartilhar com vocês aquilo que tenho ganhado na comunhão com os santos e ao ler a palavra do Senhor!


"Achadas as tuas palavras, logo as comi; as tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração, pois pelo teu nome sou chamado, ó SENHOR, Deus dos Exércitos." Jeremias 15.16


segunda-feira, 18 de março de 2013

LEVA-ME AO RIO


Desfrutamos esse hino nas reuniões da igreja. Lindo! Que o Senhor possa nos levar ao rio que flui do trono de Deus, nos dando graça, misericórdia, salvação, benção, cura e vida! O SENHOR abençoe sua vida hoje! Amém!


LEVA-ME AO RIO
14.12.5.5.14.5. com coro.
Salmo 139
Tom:C
Ritmo:Ballad
Introd:  Am    Am/G   F   Am   Am/G   F    G
               C                                                     G/B                          Am       Am/G
1       Esquadrinhas meu andar,  Senhor, meus pensamentos,
                      Dm                  Dm/C              G/B        G
E dos meus caminhos tens conhecimento.
          Am
    Adiante e atrás
                    F          
    Me cercando estás;
        C/G                                E/G#
Elevado sobremodo é, maravilhoso,
                            F     G
    Para mim, demais.
                        C                    G/B                            Am  Am/G
2       Para onde me ausentarei do Teu Espír’to,
                      Dm            Dm/C                   G/B     G
Ou de Tua face enfim, Senhor bendito?
             Am
    Se subir aos céus,
              F
    Lá estás, ó Deus;
         C                                      C   G/B   Am  G/B  G
Se fizer da minha cama o mais profundo abismo,
                       C   
Lá estás, ó Deus.



                   Refrão:
                    C   Dm  Em   F                                      C
                   Leva-me ao rio que do trono de Deus flui,
                      C   C/E  F                             E/G#
                   Rio que cura e que vida me atribui.
                                       F                                                C
                   Venha, de graça, quem tem sede, pois, beber
                                      Dm         G              C
                   Águas de vida para se satisfazer.
                                          F                              C
                   Mostra-me o rio onde possa repousar;
                                          F                              E/G#
                   Minha impureza, vem, Senhor, eliminar:
                                           F                    C
                   Tira os pecados e a vã religião.
                                          G/B                                           Am   F
                   Sim, me restringe, sonda e prova com Tua unção.      

3       Se é certo que me encobrirão trevas, de sorte
Que a luz ao meu redor fizer-se noite,
    De Ti me esconder,
    Como vou poder?
Pois a noite para Ti, Senhor, é como o dia,
    Soberano Rei!

4       Oh! formaste-me de modo tão maravilhoso,
         E no livro Teu estão meus dias todos!
             Cada um ali,
             Antes de existir;
         Incontáveis pensamentos Teus, tão preciosos,
             Muitos, para mim!









Nenhum comentário:

Postar um comentário